Ads 468x60px

Medo de falar em público: como superá-lo

Ter controle emocional e confiança em si mesmo ajudam no sucesso da oratória




"Os que não conhecem o medo não são realmente valentes, pois a coragem é a capacidade de enfrentar o que se pode imaginar..." Leo Rosten 

Falar em público é mais do que expressar o domínio de um conhecimento ou mesmo de uma simples ideia. É escolher uma postura corporal, um tom de voz, um meio de contar algo que se ajuste adequadamente ao que se pensa. 

Fazer apresentações, falar em sala de aula, dar entrevistas, expor opiniões em reuniões, ministrar palestras e conferências faz parte do dia-a-dia de inúmeras profissões nos dias de hoje. Entretanto, o medo de executar essa atividade é grande em muitas pessoas. O sentimento que predomina é o de ansiedade, tensão e receio. 

É possível até mesmo tentar evitar a qualquer custo essa exposição para não sentir-se desconfortável. Assim, evitando o temor e mal estar. 

Números
 

No site de relacionamento Orkut, temos dados interessantes sobre o temam. São 12 comunidades brasileiras destinadas ao medo de falar em público. Alguns exemplos: 
1- Tenho medo de falar em público Pessoas participantes: 321 
2- Medo de falar em público Pessoas participantes: 82 
3- Medo de falar em público Pessoas participantes: 45 
E também fiz uma pesquisa no site Google sobre: "medo de falar em público", o resultado foi 35.800 links sobre o tema. 
Sintomas

Os sintomas mais comuns de quem sente medo são:
- dificuldade de concentrar o pensamento;
- tremor nas mãos ou mesmo no corpo;
- suor em excesso;
- boca seca;
- coração acelerado;
- desviar o olhar;
- falar rápido;
- rosto avermelhado, quente;
- pensar coisas negativas sobre si próprio;
- penar uma avaliação ruim de outras pessoas sobre sua performance;
- sentimento de vergonha ou timidez.

Por que isso acontece? 

O medo nem sempre está ligado a fatos reais, ou seja, não é obrigatório que uma pessoa tenha tido uma experiência negativa ao se comunicar com alguém no passado e com isso uma lembrança que poderia ser considerada um trauma. O medo pode ocorrer pela imaginação, apenas pela fantasia, por ter visto alguém em situação embaraçosa, ou mesmo por associação de fatos. Como cada um vai lidar com os sentimentos é que faz toda a diferença na ação. 

Solução

Através da orientação e ajuda de um profissional qualificado é possível desenvolver autoconfiança e auto-estima com exercícios de hipnose, foco de atenção, programação neurolinguística e perguntas específicas de coaching. 


Fonte:http://www.minhavida.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
Blogger Templates